terça-feira, 23 de julho de 2013

Vítimas do Nordeste - Ary Lobo


O meu patrão
Quanta tristeza
O nordeste se acabou
Se foi a seca
Quase arrasa tudo
Agora chega a chuva
E tudo se afogou
Até parece um dilúvio
Nunca vi chover assim
Há tanto tempo não chovia tanto
O mundo até parece que chegou ao fim
Nordestino em desespero
Foge da inundação
Nosso destino é viver fugindo
Fugir da seca brava e agora do trovão
Venho lhe pedir de novo
Pro senhor nos ajudar
Sair das águas que carrega tudo
Carrega tudo e em breve nada ficará
Eu prometo nunca mais
Pedir chuva pro sertão
O que Jesus fizer está bem feito
Aqui vou terminar pedindo a Deus perdão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...