terça-feira, 23 de julho de 2013

Castigo da Chuva - Ary Lobo


Eu vou sair patrão
Eu vou sair de lá
Eu aguentei a seca no meu Ceará
Depois veio a chuva
Me ajoelhei
Dei graças a Deus
Fiz oração
Vi tanta alegria até chorei
Reina a felicidade no sertão
Mas a felicidade durou pouco
Pois a chuva causou inundação
Hoje venho aqui lhe pedir favor
Favor que um dia pagarei
Quando Deus nosso pai o criador
Perdoar se talvez eu blasfemei
Pois a seca que foi lá pro nordeste
É castigo patrão nunca pensei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...