sexta-feira, 16 de novembro de 2012

 À sombra dos cajueiros


Na semana que vem, durante os dias 20, 21 e 22 de novembro acontecerá a oficina regional de Poema em Fortaleza, capital do Ceará. Antes de embarcarmos em mais uma viagem, vamos atiçar um pouquinho a ansiedade dos semifinalistas contando um pouco sobre essa cidade!

Clima

Fortaleza é uma cidade litorânea, portanto o ar é bastante úmido e o clima bem abafado. Nesta época do ano as temperaturas costumam ser bem elevadas, variando de 24ºC a 30ºC. O inverno para eles (a época de chuvas) ocorre de janeiro a julho, então dezembro é parte de uma época de seca. Apesar disso, por estar rodeada por serras, chuvas rápidas de verão podem acontecer.

Um pouco de história e alguns causos que você provavelmente não sabia

1) É bem provável que quem vá à Fortaleza visite o Dragão do Mar, o maior centro cultural da cidade, que abriga exposições, shows, eventos, peças de teatro e etc....mas você sabe da onde veio esse nome? É que o Ceará foi o primeiro estado do Brasil a abolir a escravidão, e isso porque um pescador engajado no movimento abolicionista chamado Chico da Matilde (e conhecido como Dragão do Mar) foi o responsável pelo fechamento do Porto de Fortaleza, impedindo assim o tráfico de escravos.

2) A Praia de Iracema tem esse nome em homenagem ao famoso romance do autor José de Alencar, autor nativo da da cidade. Conta-se que foi nesta praia que estavam os índios Potiguara quando o primeiro navio holandês aportou na região

3) Além de Fortaleza ser o berço de José de Alencar, é nessa região que se passa todo o romance.

4) O Beach Park, um parque aquático em Aquiraz, cidade próxima a Fortaleza, possui o toboágua mais alto do mundo! O escorregador se chama Insano e tem 41m de altura, o mesmo que um prédio de 14 andares

5) Antigamente, na Praça do Ferreira, existia um grande cajueiro que chamavam de Cajueiro Botador, por dar frutos o ano inteiro. Conta-se que em todo o 1º de abril, pessoas de toda a cidade se reuniam embaixo da árvore e faziam um grande concurso de lorotas, com direito a cartazes mentirosos colocados no tronco, muitas risadas e às vezes brigas absurdas! No final havia uma votação e o nome do vitorioso era revelado numa mesinha embaixo só cajueiro da mentira, com direito a discurso,palmas e gargalhadas.
Em 1920, o prefeito Godofredo Maciel fez uma reforma na praça e pôs o Cajueiro abaixo, pondo fim à festa tradicional...Parece que no lugar onde ficava a árvore, atualmente, foi colocada uma placa que diz o seguinte: "Neste local existiu um frondoso cajueiro que por frutificar o ano todo era apelidado "Cajueiro Botador", ou por se realizarem, sob sua copa, cada 1º de abril as eleições para o maior "potoqueiro" do Ceará, era também chamado de "cajueiro da mentira". Abatido, em 1920, com a reforma do logradouro, então realizada, foi em sua memória plantado este novo cajueiro, quando da restauração da praça, na administração Juraci Magalhães".

Dicas de viagem

- Como estará fazendo um calorão, não esqueça de levar protetor solar e passar antes de todas as saídas do hotel

-É importante levar roupas leves para os passeios na cidade e casaquinhos leves para não passar frio com o ar-condicionado dentro do hotel

-Não é necessário que os alunos levem traje de banho, pois não está previsto na programação tomar banho de mar (com 125 crianças não ia ser fácil...)
Façam boa viagem! Nos encontramos lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...