quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Mulher Rendeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Mulher Rendeira"
Canção por
Lançamento 22 de fevereiro de 1922[1]
Gênero Xaxado
Composição Lampião[2] [3]
Versões
Zé do Norte, Vanja Orico, Volta Seca, The Shadows, Luiz Gonzaga, Elba Ramalho, Chico César, Demônios da Garoa, e outros.
Mulher Rendeira, também conhecida como Mulé Rendeira ou Muié Rendeira(regionalismo), é uma canção brasileira de xaxado.

Índice

Composição

A origem da música é algo controversa. Segundo a versão mais conhecida do Pe. Frederico Bezerra Maciel, regionalista pernambucano e biógrafo de Virgulino Ferreira da Silva o "Lampião", é de que o mesmo teria escrito os versos da versão original da música.[2] A ele se acrescenta Câmara Cascudo, segundo o qual Lampião teria feito escrito a letra em homenagem ao aniversário de sua avó d. Maria Jocosa Vieria Lopes ("Tia Jacosa") em 15 de setembro, que era uma rendeira.[1][3] Compôs a música entre setembro de 1921 e fevereiro de 1922, quando apresentou a música em Floresta (Pernambuco).[1] A música tornou-se praticamente um hino de guerra dos cangaceiros do bando de Lampião, tendo inclusive relatos de que o seu ataque à Mossoró em 1927 teria sido feito com mais de 50 cangageiros cantando "Mulher Rendeira".[1]
Está registrada no ECAD como de autoria de Alfredo Ricardo do Nascimento (Zé do Norte).

Usos na cultura popular

A música se tornou internacionalmente famosa após a versão adaptada por Zé do Norte e cantada por Vanja Orico para o filme O Cangaceiro (1953), que além de ganhar o prêmio de "Melhor Filme de Aventura" no Festival de Cannes, também recebeu menção especial do júri pela trilha sonora.[4]
Foi gravada em 1957 por "Volta Seca", um ex-membro do bando de Lampião, no álbum "Cantigas de Lampião" pela Todamerica.[3]. Além destes, foi interpretada por vários cantores brasileiros, como Luiz Gonzaga, Elba Ramalho, Chico César, Demônios da Garoa, e outros.
Foi traduzida para o inglês, a versão mais famosa é de 1962 por The Shadows no álbum "Out of the Shadows", com o nome "Bandit" e escrita por Michael Carr, Milton Nascimento e Zeb Turner. Há também versões de Tex Ritter, Frank Weir, Chaquito and the Quedo Brass, a cantora folk Joan Baez, a banda psicodélica "The Eight Day". Há também uma versão peruana "Mujer Hilandera" de Juaneco y su Combo. No total, são mais de 120 versões da música em 7 línguas, e 14 países. Muitas não são traduções exatas mas mudam a letra mantendo a sonoridade.

Referências

  1. a b c d Lampião - O Capitão do sertão!. Anuário Cultural Humanus VII - Edição Lampião. Sama Multimídia (2008).
  2. a b Frederico Bezerra Maciel. Lampião, seu tempo e seu reinado. Recife: Editora Universitária, 1979.
  3. a b c Mulher Rendeira – “A versão autentica” (em inglês). RhythmandRoots (13 de dezembro de 2010). Página visitada em 5 de janeiro de 2012.
  4. Mulher Rendeira – “O Cangaceiro” (em inglês). RhythmandRoots (18 de janeiro de 2011). Página visitada em 5 de janeiro de 2012.

Ligações externas

Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ver avaliações
Avaliar esta página
Credibilidade
Imparcialidade
Profundidade
Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...