domingo, 1 de julho de 2012

Ary Lobo

Novidade de Hoje 
O padre ciço cansou de falar
Que este mundo ia mudar
O homem faz chover
Faz pinto sem mãe nascer
Mulher se veste de homem
Tudo isso agente vê
Tem motor pra fazer tudo
Mulher passou a arrotar
Te guerra no ar e na terra
Tem guerra no fundo do mar
Estão aumentando a terra
.... no passamá
Os tesouros do pais
Vai pra outra capital
O homem quer ir à lua
Faz do mundo carambola
A novidade de hoje, seu moço
É a mulher jogando bola


Tempo Quente

Ta chegando o tempo quente
Toda a roça vai secar
Vem os dias da colheita
Nego tem que trabalhar
Na colheita que passou
O nego não agüentou
Não pediu pra seu senhor
E sentou pra descansar
Senhor branco não gostou
Mandou negro pro feitor
E no tronco ele amarrou
E mandou a chibatar
Sou eu, preto velho acabado
Com o pé todo rachado
De pisar neste chão
Já passei quatro luas
Na senzala amarrado
Muito foi castigado
Não sirvo mais pro leilão
Não, nunca fui um negro malcriado
Tenho sempre que trabalhar calado
Nunca fiz maldade a ninguém
Ta chegando o tempo quente
É o medo que o negro tem


 

Ary Lobo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ary Lobo
Nome completo Gabriel Eusébio dos Santos Lobo
Nascimento 14 de Agosto de 1930
Belém, Pará
Morte 22 de Agosto de 1980
Fortaleza, Ceará
Nacionalidade Brasil
Ocupação Cantor e Compositor
Gabriel Eusébio dos Santos Lobo (Belém, Pará, 14 de Agosto de 1930 - Fortaleza, Ceará[1], 22 de Agosto de 1980), mais conhecido como Ary Lobo, foi um cantor e compositor brasileiro.
Ary Lobo teve mais de 700 músicas gravadas[carece de fontes] por ele e outros cantores, músicos e intérpretes. Era defensor da música nordestina de raiz.
De estilo semelhante ao de Jackson do Pandeiro, cantando derivativos do baião, entre cocos e rojões, Ary Lobo lançou vários sucessos nos anos 50 e 60 em seus nove LPs na RCA. Retratava a vida e os costumes nordestinos em números divertidos, como "Cheiro da gasolina" e "Madame Paraíba".
Suas gravações mais conhecidas são, provavelmente, "O último pau-de-arara" e "Eu vou pra lua".

Discografia

  • 1958 - Forró com Ary Lobo
  • 1958 - Último Pau de Arara
  • 1960 - Cheguei na Lua
  • 1962 - Ary Lobo
  • 1963 - Poeira de Ritmos
  • 1964 - Forró em Calcaia
  • 1965 - Zé Mané
  • 1966 - Quem é o Campeão?
  • 1966 - Súplica Cearense
  • 1969 - Aqui Mora o Ritmo
  • 1970 - O Valor do Homem
  • 1972 - Piedade Senhor
  • 1973 - Fim de Verão
  • 1974 - Ari Lobo
  • 1975 - Segredos do Sertão
  • 1977 - Cria Juízo Mulher
  • 1979 - A Mensagem de Ary Lobo
  •  ???? - Quem Vem Lá?
  •  ???? - Ary Lobo (Esquema)
  •  ???? - Uma Prece para os Homens Sem Deus (Cantagalo)

Ligações externas

Referências

  1. [1]
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ver avaliações
Avaliar esta página
Credibilidade
Imparcialidade
Profundidade
Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...