sexta-feira, 22 de junho de 2012

Aboio Apaixonado Luíz Gonzaga


Não me chame boiadeiro
Que eu não sou boiadeiro não
Eu sou um pobre vaqueiro
Boiadeiro é o meu patrão
Êêê... ê boi... ê boi..
Vou vender o meu gibão
Eu não quero mais vaquejar
Vou largar esse sertão
Num guento mais pelejar
Êêê... ê boi... ê boi...
Vou me embora dessa terra
Porque você não me quer
Vou deixar meu pé de serra
Pru móde tu, ô mulé.
Êêê... ê boi...ê boi...
Faz três dias que eu não como
Faz quatro eu num armoço
Pelo amor daquela ingrata
Quero comer e não posso
Êêê... ê boi...ê boi...


Aboio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Aboio é um canto típico do Nordeste brasileiro, comum também no interior de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. Consiste em um canto sem palavras cantado pelos vaqueiros quando conduzem o gado pelas pastagens ou para o curral.

Características

É um canto vagaroso, no ritmo do movimento dos animais, que termina incitando a boiada de forma não cantada: ei boi! boi surubim!, ei lá, boizinho!.
O aboio em versos é uma modalidade de aboio que consiste em versos de temas agropastoris, de origem moura, trazidos pelos escravos portugueses da Ilha da Madeira.
Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço, relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O aboio também é praticado no Sul para condução de bovinos, ovinos e equinos. No Rio Grande do Sul os mais comuns são: "era boi, era boi, boi, boi.." " era boi, ó estrada boi" associado a assovius. Por que "era"? "Eira" era um local plano de terra batida, ou de lage de pedra ou ainda calçada, onde o trigo, o feijão, o arroz e outros grãos eram trilhados. Para ocorrer a debulha eram utilizados bovinos ou cavalos,que pisavam sobre as plantas destas culturas, até ocorrer a debulha dos grãos. Posteriormente, os grãos eram peneirados de separados da palha com vento. A eira também havia em países como a Espanha e Portugal.
Ver avaliações
Avaliar esta página
Credibilidade
Imparcialidade
Profundidade
Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...