quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Caju & Castanha

O Ladrão Besta E O Sabido

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido

O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido só anda bem arrumado
O seu relógio é de ouro o seu carro é importado
Passa no meio da policia ainda é cumprimentado

Você vê o ladrão besta vive igual um Bacurau
Não pode ouvir um alarme pensa que é o auaua
Sai com a peste da carreira que é pra não morrer no pau

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido come muito e não enjoa
Conhece vários países não liga pra coisa à toa
E no guarda-roupa dele só entra seda da boa

Você vê o ladrão besta só come mesmo é batata
O que tem na casa dele é percevejo e barata,
Muriçoca, mosca e rato e um cachorro vira-lata.

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido só rouba muito dinheiro
Rouba hoje no Brasil amanhã no estrangeiro
Se hospeda em cinco estrelas e ninguém sabe seu roteiro

Você vê o ladrão besta dorme até no meio da praça
Rouba o relógio de um vende pra tomar cachaça
Que quando a policia pega volta pra mesma desgraça

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Se morre o ladrão sabido o seu enterro é filmado
Sai em jornal e revista passa três dias velado
E o velório se enche de ladrão engravatado

Ladrão besta quando morre nem tem vela nem tem cruz
Ele apodrece no mato seu corpo ninguém conduz
E o corpo dele fede de longe pra os urubus

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido rouba carro e avião
Seqüestra filho de rico leva ele pro Japão
Se o rico quiser seu filho tem que pagar um milhão

Você o ladrão besta se acorda de manhãzinha
Entra no quintal alheio vai roubar uma galinha
Recebe um tiro de doze bem pela porta da cozinha

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido tem médico e advogado
Mora em uma mansão vive muito sossegado
Até pra falar com ele tem que ser autorizado

Você vê o ladrão besta quando não tem condição
Dorme até no meio da praça em favela e barracão
E quando a policia chega derruba as tábuas no chão

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido tem até rádio amador
Telefone escritório tv e computador
Tem mais vinte secretárias que lhe tem muito valor

Você o ladrão besta é pior do que otário
Rouba de noite e de dia pra ele não tem horário
Se é de roubar um barão rouba que ganha uma salário

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido vai buscar aonde tem
Ele rouba, mas não mata e toda vez sai bem
E quem mora junto dele é o cidadão de bem

Se você vê o ladrão besta vive de cabeça tonta
No bairro que ele mora dificilmente ele apronta
Mas quando aparece um roubo todo mundo lhe aponta

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido tem mais de uma empregada
Tem a que faz a comida que serve a água gelada
A que lava sua roupa e uma que limpa a morada

Você vê o ladrão besta no dia que é flagrado
Leva tanta cacetada fica todo esculhambado
Não tem um tostão no bolso que pague o advogado

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido vai ao parque e a igreja
Vai ao clube vai a praia vai aonde ele deseja
E quem for amigo dele tem grana whisk e cerveja

Você vê o ladrão besta tem uma vida ruim
Rouba sapato cueca rouba calça trança e linho
Muitos não chega nem vive porque os homens dão lhe fim

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Diz o ladrão sabido vive de barriga cheia
Possui terra e fazendo e com nada se aperreia
Quando vai preso se solta não passa um dia em cadeia

Você vê o ladrão besta anda amarelo e doente
Quando rouba cem cruzeiros vai comer cachorro-quente
E a policia chega grite teje preso novamente

Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido


Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido


Quem é que vive mais o ladrão besta ou o sabido
O besta morre logo e o sabido é garantido

Futebol no Inferno

Jesus queira me livrar de esporte ou de terno
Não deixa eu ir pra o inferno assistir um jogo lá

Jesus queira me livrar de esporte ou de terno
Não deixa eu ir pra o inferno assistir um jogo lá

Deus me livre de eu ir lá

O futebol no inferno está grande a confusão
Vai ver a melhor de três pra ver quem é campeão
O time do Satanás ou quadro de Lampião

Deus me livre de eu ir lá

Lampião ganhou um turno Satanás outro também
Domingo que se passou empataram cem a cem
Agora a melhor de três vai ser domingo que vem

Deus me livre de eu ir lá

Nas profundas do inferno onde agente vê o mó
Dois três quatro mil diabos a conversa é uma só
Os torcedores falando assunto de futebol

Deus me livre de eu ir lá

A torcida do inferno diz que o jogo está perdido
Porque lúcifer não joga devido tá contundido
E o supervisor concris anda muito aborrecido

Deus me livre de eu ir lá

O jogo era quarta-feira, porém Lampião não quis
Além disso, ele só faz o que lhe vem o nariz
E pro isso o pau cantou na escolha do juiz

Deus me livre de eu ir lá

Porque Satanás queria que o juiz fosse canção
Essa escolha também não agradou Lampião
Que ficou mais irritado do que o cavalo do cão

Deus me livre de eu ir lá

A CPI do inferno quis suspender o torneio
Porém a rádio profunda opinou para sorteio
Já dizem que na lotérica vai dar coluna do meio

Deus me livre de eu ir lá

Quando fizeram o sorteio o juiz deu Berimbau
Lampião falou pra ele eu toda vida fui mal
Apite o jogo direito se não quiser levar pau

Deus me livre de eu ir lá

Depois da rádio profunda por ordem de Capataz
Anunciava através do locutor Barrabás
Dizendo a escalação do time do Satanás

Deus me livre de eu ir lá

O goleiro do inferno se chama Dr. Buçú
O beque-central Peitica o volante Papangu
Pra ser o quarto-zagueiro estão procurando tu

Deus me livre de eu ir lá

O duble do meio-campo tem o diabo Rabichola
O ponta-direita é Bimba na esquerda Caçarola
O armador é cão Cocho que é cocho, mas joga bola

Deus me livre de eu ir lá

Veja só a escalação do time de Lampião
Corisco, Chapéu-de-Couro, Maritaca e Capitão
Sucuri e Pé-de-Quenga, Carrapato e Tira-Mão

Deus me livre de eu ir lá

O campo lá no inferno parece uma tanajura
Mil metros de cumprimento por quinhentos de largura
A trave oitenta metros por setenta de altura

Deus me livre de eu ir lá

No time do Satanás só joga quem tiver marra
Quando vão bater o pênalti o goleiro sai da barra
Ele mesmo chuta a bola corre e ainda agarra

Deus me livre de eu ir lá

O juiz apita nu com uma mão num bolso furado
São dezoito jogadores nove para cada lado
E todos diabos lá assistem o jogo sentado

Deus me livre de eu ir lá

O campo tem quatro barra mais só jogam dois goleiros
Jogam cinco no ataque, na defesa dois zagueiros
E aonde o povo fica eles chamam de poleiro

Deus me livre de eu ir lá

Por jogarem com dez bolas deixa a defesa indecisa
E se um cão segurar o outro pela camisa
Recebe um cartão vermelho e leva mais uma pisa

Deus me livre de eu ir lá

E tem mais outro detalhe no time de Lampião
Jogador usa chuteira, porém não usa meião
E se fizer gol de cabeça o juiz apita mão

Deus me livre de eu ir lá

Toda vez que sai um gol não bate bola pro meio
Lá não tem tiro de meta dois toque nem escanteio
E o intervalo do jogo eles chamam de recreio

Deus me livre de eu ir lá

São dois juizes reservas que ficam de prontidão
Por trás são diferentes pra não haver confusão
Joga um time sem camisa e o outro sem calção

Deus me livre de eu ir lá

Lampião só joga bruto bem na base do chinelo
Domingo ele disputou uma bola com Pinguelo
Fez a falta e Berimbau lhe deu cartão amarelo

Deus me livre de eu ir lá

A torcida gritou penal começou a sacanagem
Lampião olhou pra ele com a cara bem selvagem
Berimbau não deu penal porque não teve coragem

Deus me livre de eu ir lá

O time de Lampião só ganha jogo na marra
E a equipe que perder é quem vai fazer a barra
E os Catolé assiste o jogo encima da barra

Deus me livre de eu ir lá

A bola pesa cem quilos e é de aço maciço
Se o jogador for expulso leva um cacete roliço
E quando o jogo termina toma um bom chá de sumiço

Deus me livre de eu ir lá

Quem torcer por Lampião entra no campo de graça
Mas pra passar na roleta precisa ter muita raça
E lá dentro ainda ganha um picolé de cachaça

Deus me livre de eu ir lá

Lá não existe barreira e não tem tiro esquinado
Quarto-zagueiro lá se chama Pele Sentado
E quem toca no juiz é expulso do gramado

Deus me livre de eu ir lá

Se o juiz marca penal na barra de Lampião
Ele manda o cangaceiro acabar a confusão
E ainda vai bater penal pra lá da barra do cão

Deus me livre de eu ir lá

São quarenta mil soldados armados com mosquetão
O juiz apita o jogo com uma granada na mão
Pra sacudir no primeiro que fizer reclamação

Deus me livre de eu ir lá

Lampião quando se zanga dá até no delegado
O jogo dura três dias e se o juiz tá cansado
Corre para o túnel dá o jogo por encerrado

Deus me livre de eu ir lá

Querem adiar o jogo para o dia do juízo
Porque quando chover muito a renda dá prejuízo
Pensa ate em transferir o jogo pro paraíso

Deus me livre de eu ir lá

Jesus queira me livrar de esporte ou de terno
Não deixa eu ir pra o inferno assistir um jogo lá

Jesus queira me livrar de esporte ou de terno
Não deixa eu ir pra o inferno assistir um jogo lá

Jesus queira me livrar de esporte ou de terno
Não deixa eu ir pra o inferno assistir um jogo lá

Jesus queira me livrar de esporte ou de terno
Não deixa eu ir pra o inferno assistir um jogo lá

Caju & Castanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Caju & Castanha
Informação geral
Origem Jaboatão dos Guararapes, PE
País Brasil
Gêneros Embolada
Período em atividade 1975 - atualmente
Página oficial Site Oficial da dupla
Integrantes
Ricardo Alves da Silva
José Roberto da Silva
Ex-integrantes
José Albertino da Silva

Caju & Castanha é uma dupla brasileira de embolada, formada por irmãos naturais de Recife, estado de Pernambuco.

Índice

[esconder]

[editar] História

A dupla Caju & Castanha foi criada pelos irmãos José Albertino da Silva (Caju) e José Roberto da Silva (Castanha) ainda na infância, quando apresentavam-se em feiras e praças de Pernambuco em Jaboatão dos Guararapes, tocando pandeiros feitos com lata de marmelada. O nome da dupla foi dado por um prefeito de Jaboatão chamado Severino Claudino.

Em 1978, os irmãos fizeram uma participação do documentário Nordeste: Cordel, Repente, Canção, da cineasta Tânia Quaresma. A partir desse momento, surge o seu primeiro disco com participações especiais de Zé Ramalho e Elba Ramalho. No começo da década de 1980, os irmãos mudam-se para São Paulo, onde inicialmente se apresentavam em ônibus, participando do movimento de arte urbana da cidade. Entre outros artistas, Caju e Castanha foram retratados em filmes como Style Wars e blogs como http://arteurbana2011.blogspot.com/, além de inúmeras aparições na televisão, rádio, livros e reportagens.

Em 1981, gravam o seu segundo disco: Embolando na Embolada

Na década de 80, convidados a se apresentarem no programa Som do Brasil, permaneceram apresentando por cinco anos, ao lado de Rolando Boldrin e do Lima Duarte.

No ano de 1993, a dupla passou a ser conhecida nacionalmente através da Embolada "Ladrão Besta e o Ladrão Sabido". Em 1997, a história da dupla foi contada no documentário Som da Rua - Caju e Castanha, uma co-produção da TVE Brasil[1].

Em 2001, José Albertino da Silva faleceu, devido a um câncer no cérebro. Seu último show havia ocorrido em 1999, na edição do festival Abril Pro Rock. Em seu lugar, entrou o sobrinho de José Roberto da Silva , Ricardo Alves da Silva.

No ano de 2002, a dupla estrelou o curta-metragem A Saga dos Guerreiros Caju e Castanha Contra o Encouraçado Titanic, dirigido por Walter Salles, que integrou o longa-metragem "Chacun son cinéma", no qual 35 diretores comemoram os 60 anos do Festival de Cannes [2][3].

[editar] Discografia

  • 1978 - Nordeste, Cordel, Repente e canção
  • 1981 - Embolando na Embolada
  • 1983 - Nossa Vida, Nossa História
  • 1984 - Álbum de Família
  • 1985 - Sensação Estranha
  • 1987 - Na Pancada do Ganzá
  • 1990 - No Meio da Multidão
  • 1993 - Solidão de um Caminhoneiro
  • 1995 - Brasil Tributo
  • 1998 - Caju e Castanha Ao Vivo- Gema
  • 1999 - As Melhores de Caju e Castanha - Copacabana
  • 2000 - Vindo Lá da Lagoa - Trama
  • 2001 - Super Duelo - polysom
  • 2002 - Andando de Coletivo - Trama
  • 2003 - Professor de Embolada - Trama
  • 2004 - Recado a São Paulo - Trama
  • 2005 - Embolando no Futebol - Trama
  • 2005 - Caju e Castanha ao vivo - Trama
  • 2006 - Levante a Taça - Trama
  • 2007 - Professor de Embolada II - Trama
  • 2008 - 20 Sucessos - Nany cd's
  • 2009 - Sorria Você Estar Sendo Filmado - Nany cd's
  • 2009 - As 15 Mais - W Disk
  • 2010 - Festival de emboladas - Trama

[editar] Videografia

  • 2000 - DVD Programa Ensaio 2000
  • 2005 - DVD Caju e Castanha Ao Vivo no Centro de Tradições Nordestinas

[editar] Ligações externas

Referências


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...