quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Sertanejo do Norte - Sandra Belê


Eu vou falar desse povo
Que não faz mal a ninguém
O sertanejo do norte
Que de pau-de-arara vem
Desprotegido da sorte sou
Pau de arara também

Ribaçã se tem fartura
Nunca muda de lugar
Sertanejo se tem chuva
Não deixa a terra natal

Sertanejo é tão feliz
Quando chove no Sertão
Quando a roça tá cheinha
De arroz milho e feijão

Quando ele vem do roçado
Seus filhinhos tão esperando
Quando avistam de longe
Todos eles vão gritando

Eita pai já vem,
Viu mãe pai já vem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...