quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Rolando Boldrin - SENHOR BRASIL



Corre um boato aqui donde eu moro
Que as mágoas que eu choro
São mal ponteadas
Que no capim mascado do meu boi
A baba sempre foi
Santa e purificada

Diz que eu rumino desde menininho
Fraco e mirradinho
A ração da estrada
Vou mastigando o mundo e ruminando
E assim vou tocando
Essa vida marvada

E que a viola fala alto no meu peito humano
E toda moda é um remedio pro meu desenganos
E toda magoa é um misterio fora desses planos
Pra todo aquele que só fala que eu não sei viver
Chega la em casa pro uma visitinha
Que num verso ou num reverso da vida inteirinha
Há de encontrar-me num caterete

Tem um ditado dito como certo
Que cavalo esperto
Não espanta boiada
E quem refuga o mundo resmungando
Passará berrando
Essa vida marvada

Cumpade meu que envelheceu cantando
Diz que ruminando
Da pra feliz
Por isso eu vagueio ponteando
e assim procurando
Minha flor de liz

E que a viola fala alto no meu peito humano
E toda moda é um remedio pro meu desenganos
E toda magoa é um misterio fora desses planos
Pra todo aquele que só fala que eu não sei viver
Chega la em casa pro uma visitinha
Que num verso ou num reverso da vida inteirinha
Há de encontrar-me num caterete


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rolando Boldrin
Rolando Boldrin no Aeroporto de Congonhas em (2009)
Nome completo Rolando Boldrin
Nascimento 22 de Outubro de 1936 (75 anos)
São Joaquim da Barra, SP
Brasil
Ocupação compositor, cantor, ator e apresentador de televisão

Rolando Boldrin (São Joaquim da Barra, 22 de outubro de 1936[1][2]) é um compositor, cantor, ator e apresentador de televisão brasileiro.

Índice

[esconder]

[editar] Biografia

Boldrin nasceu na pequena cidade interiorana de São Joaquim da Barra, no estado de São Paulo[1]. Desde pequeno, aos sete anos, já tocava a viola e começou já uma empreitada musical junto com seu irmão aos 12 anos de idade, formando a dupla Boy e Formiga que era bem sucedida na rádio do município.[2]

Devido a incentivos por parte de seu pai, Boldrin foi aos dezesseis anos para a capital São Paulo de carona em um caminhão[2]. Lá, antes de finalmente emplacar na carreira de cantor, foi sapateiro, frentista, carregador, garçom[1] e ajudante de farmacêutico.[2] Aos 18 serviu o exército em Quitaúna e nos anos que seguiram dedicou-se à atividade musical.

Assim Boldrin debutou em 1960 como um participante do disco de sua futura esposa, que tornou-se sua produtora na época, Lurdinha Pereira.[1] Lançou seu primeiro disco solo, pela Continental, O Cantadô, em 1974.

Em 2010, foi tema do desfile da escola de samba Pérola Negra no carnaval de São Paulo com o enredo "Vamos tirar o Brasil da gaveta". O seu empenho em ressaltar a cultura nacional foi um dos pontos centrais do desfile.[3]

Atualmente apresenta os programas Sr. Brasil e Viola minha viola, ambos pela Rede Cultura de São Paulo. Além disso, toca um projeto cultural que objetiva um resgate às raízes brasileiras de expressão artística, o "Vamos tirar o Brasil da Gaveta".[1]

[editar] Carreira

[editar] Cinema

[editar] Televisão

[editar] Ligações externas

Referências

  1. a b c d e Fundação Padre Anchieta. SR Brasil - Rolando Boldrim (em Português). TV Cultura. Página visitada em 6 de outubro de 2011.
  2. a b c d e f Boldrin, Rolando. Caderno de músicas: vamos tirar o Brasil da gaveta (em Português). 1ª ed. [S.l.]: Irmãos Vitale, 2006. 76 p. ISBN 8574072087. Página visitada em 6 de outubro de 2011.
  3. Correio Braziliense - http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia182/2010/02/10/diversaoearte,i=172571/BOLDRIN+VIRA+ENREDO+DE+ESCOLA+DE+SAMBA+PAULISTA.shtml - Boldrin vira enredo de escola de Samba Paulista. Visitado em 16/02/2010
  4. Adoro Cinema. Ele, o Boto (em Português). filmes. Página visitada em 7 de outubro de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Seguidores

VIDE - OS

Loading...